23/11/12

Poema "Aula de leitura"

Poema
"Aula de leitura"


A leitura é muito mais
do que decifrar palavras.
Quem quiser parar pra ver
pode até se surpreender:
vai ler nas folhas do chão,
se é outono ou se é verão;
nas ondas soltas do mar,
se é hora de navegar;
e no jeito da pessoa,
se trabalha ou se é à-toa;
na cara do lutador,
quando está sentindo dor;
vai ler na casa de alguém
o gosto que o dono tem;
e no pêlo do cachorro,
se é melhor gritar socorro;
e na cinza da fumaça,
o tamanho da desgraça;
e no tom que sopra o vento,
se corre o barco ou vai lento;
também na cor da fruta,
e no cheiro da comida,
e no ronco do motor,
e nos dentes do cavalo,
e na pele da pessoa,
e no brilho do sorriso,
vai ler nas nuvens do céu,
vai ler na palma da mão,
vai ler até nas estrelas
e no som do coração.
Uma arte que dá medo
é a de ler um olhar,
pois os olhos têm segredos
difíceis de decifrar.

in AZEVEDO*, Ricardo. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática,1999.

*Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador nascido em S.Paulo, em 1949, é autor de mais cem livros para crianças e jovens.

Poema "Aula de leitura"

Poema
"Aula de leitura"


A leitura é muito mais
do que decifrar palavras.
Quem quiser parar pra ver
pode até se surpreender:
vai ler nas folhas do chão,
se é outono ou se é verão;
nas ondas soltas do mar,
se é hora de navegar;
e no jeito da pessoa,
se trabalha ou se é à-toa;
na cara do lutador,
quando está sentindo dor;
vai ler na casa de alguém
o gosto que o dono tem;
e no pêlo do cachorro,
se é melhor gritar socorro;
e na cinza da fumaça,
o tamanho da desgraça;
e no tom que sopra o vento,
se corre o barco ou vai lento;
também na cor da fruta,
e no cheiro da comida,
e no ronco do motor,
e nos dentes do cavalo,
e na pele da pessoa,
e no brilho do sorriso,
vai ler nas nuvens do céu,
vai ler na palma da mão,
vai ler até nas estrelas
e no som do coração.
Uma arte que dá medo
é a de ler um olhar,
pois os olhos têm segredos
difíceis de decifrar.

in AZEVEDO*, Ricardo. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática,1999.

*Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador nascido em S.Paulo, em 1949, é autor de mais cem livros para crianças e jovens.

19/11/12

Os Amigos da BÉ

A menina BÉ, a mascote da nossa Biblioteca, tem como função informar  os alunos sobre os procedimentos a ter na BE, recomendar leituras adequadas para o Ensino Básico e  quando alguém não cumpre as regras ela  poderá repreender os utilizadores, pois é uma menina muito educada e estudiosa.



A BÉ e os seus amigos

Outros Amigos da BE  já foram "oficializados"


Ainda sobre o Teatro da Vitorino Nemésio

Continuação das fotografias da prestação dos alunos do Grupo de Teatro da VN na encenação de diversas personalidades da Cultura Universal.
Atuação do Grupo  na Sala de Professores

Vitorino Nemésio recitando "Minha Casa é concha..."

Atuação do Grupo na Biblioteca

Fernando Pessoa


Egas Moniz



Os convidados dirigem-se para o almoço da BE


Pitágoras


Amália Rodrigues e Sócrates

Romeu e Julieta

Natália Correia

Gil Vicente

Amália Rodrigues, cantou o Fado

Cristiano Ronaldo

Luís de Camões



Almoço com mesas distribuídas por Classes da CDU

A Biblioteca agradece a participação de todos quantos tornaram esta atividade possível.

"O Pirata da Barca do Esquecimento"

Princesas, Príncipes, Fadas e Piratas com Problemas, de Vários Autores, Ana Cristina Leonardo, Ana Luísa Amaral, Gonçalo M. Tavares, João Pedro Mésseder, Rita Saldanha, Rui Zink, Pedro Sena-Lino.

"Seis escritores com distintos percursos literários (e, num caso, mesmo sem percurso literário), vindos seja da poesia e da ficção 'adultos' seja da literatura especificamente 'para' crianças e jovens, respondem ao desafio de escreverem textos originais a partir de um tema inesperado e provocador..."

Manuel António Pina (in Prefácio)

Autor do conto: Rui Zink

O conto escolhido para contar às turmas de 7º ano no mês de outubro foi "O Pirata da Barca do Esquecimento", de Rui Zink onde afinal, os heróis são iguaizinhos a qualquer um de nós. Têm sonhos, projetos e monstros debaixo da cama. Um dia levantam-se e tornam-se grandes lutadores! Este conto relata um interessante diálogo entre um pirata, um rapaz e o seu avó, demonstrando que na velhice há doenças que levam ao esquecimento e que para as quais devemos estar sensibilizados e prontos para ajudar  e compreender.
7º ano - Turmas B e C



Docente de Português  Olga Machado